Prosas II.

Verão.

 

Assim como o sol vem e esquenta as pétalas das flores e torna a machucá-las; o gelo vem e esfria, para que mais uma vez o sol volte a derretê-lo.

lua

XL

 

Hoje eu me lembrei da nossa primeira conversa,

Do nosso primeiro encontro,

Lá perto das águas do rio do Recife.

As águas abençoando,

E gostando do nosso amor,

Um amor que não se vê ultimamente,

Um amor dos anos 40.

Então, deixa meia hora, vem te bora, vem me ver.

 

Porque minha boca deseja você,

E meus olhos querem te ver.

E nem os meus olhos, nem os teus negam que estamos nos amando, minha flor,

Negam o que há de acontecer.

Porque os nossos olhos transparecem a verdade,

 

 

Que a nossa arrogância tenta esconder –

 

Através do corpo.

 

Simplesmente, te amo, meu fogo. Beijo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s